menu

Image Map

11 janeiro 2013

Responsabilidade de criança



Você tem 5 anos. Nessa idade, tudo que se pensa é em seus brinquedos. Um coleguinha de classe que não te emprestou um lápis, ou sua mãe que esqueceu de colocar seu suco preferido na lancheira... Suas maiores preocupações. Chegar em casa, sentir o cheiro do almoço pronto e ouvir sua mãe te xingando porque está andando de meias pela casa. Quando tem sono, adormece ali mesmo no sofá e, no outro dia, acorda em sua cama.
Até que você faz 10 anos. A preocupação em ser aceito aumenta, você tem que tirar notas boas na escola. Você se convence de que não é criança mais e se recusa a brincar de boneca. Quando na verdade adora e faz isso escondido. Usa os saltos da sua mãe para parecer mais adulta, começa a se interessar pelo sexo oposto e, quando vê, já está tendo sua primeira paixão. A escola vai bem, pois matemática envolve apenas alguns números. Você tem muitas amigas, mas nenhuma delas sabe que você assiste O Clube das Winx toda manhã. Chega em casa e, depois de almoçar, confere se alguma de suas bonecas está bem e fica assim até pegar no sono.
Os 15 anos chegaram e com ele, vem todas aquelas responsabilidades. O primeiro beijo, primeiro namorado, primeira transa. Tudo. Você adora ser adolescente e acha que o mundo está em suas mãos. A escola começa a complicar, mas nada que tire seu sono. Seu telefone toca e suas amigas estão na outra linha querendo falar sobre aquele menino bonito ou aquela garota que não gostam. Você namora e tem seu coração quebrado pela primeira vez.
18 anos. Tudo que você queria quando tinha 15. Agora, mais adulta você não tem que se preocupar com colegas de classe que não emprestam lápis, ou se vão descobrir que você brinca de boneca. Sua preocupação não é mais os garotos, ou as meninas que você não gosta. Seu futuro vem à tona, você deseja ter 10 anos de novo. Faculdade, emprego, vida adulta bate a porta. Como queria dormir aconchegada em minha mãe novamente.
Então, você tem 25 anos. Está morando sozinha, tem contas a pagar. Mora numa cidade grande e acorda cedo todos os dias para ir trabalhar. Tem que se preocupar com seu chefe e se você vai progredir na área que decidiu seguir. Suas amigas não são mais as mesmas. O telefone toca, mas não são elas. Seu chefe exige um importante trabalho para o outro dia. Você está quase casando e sua mãe espera netos. Netos que ela vai poder carregar no colo, como fazia com você, colocar na cama, desejar boa noite contando com que ele apenas feche os olhos e sonhe. Quero ter 5 anos novamente.