menu

Image Map

10 janeiro 2013

Li esse mês: P.S Eu Te Amo

Quem me conhece bem sabe o quando eu amo livros. Adoro ficar horas e horas perdida no mundo de uma imaginação sem fim, mergulhada nas palavras do autor e entrelaçada pelas letras até me cansar.
Esse mês li P.S: Eu Te Amo da Cecelia Ahern.

Essa é a capa do livro, eu achei a coisa mais linda.

Pra começar, quero dizer o quanto eu estava ansiosa para ler o livro. Eu já tinha visto o filme mas, convenhamos que o conteúdo do livro é sempre melhor que as cenas da tela. Tinha uma expectativa absurda  e, não posso dizer que me decepcionei, mas também não foi tudo que eu esperava. Pra começar, essa é a sinopse que aparece atrás do livro:

"Algumas pessoas esperam a vida inteira para encontrar sua alma gêmea. Mas esse não é o caso de Holly e Gerry. Eles eram amigos de infância, portanto conseguiam saber o que o outro estava pensando e, até quando brigavam, eles se divertiam. Ninguém conseguia imaginá-los separados. Até que o inesperado acontece e Gerry morre, deixando-a devastada. 

Conforme seu aniversário de 30 anos se aproxima, Holly descobre um pacote de cartas no qual Gerry, gentilmente, escreveu uma carta para cada mês da nova vida dela sem ele. Com ajuda de seus amigos e de sua família barulhenta e carinhosa, Holly consegue rir, chorar, cantar, dançar e ser mais corajosa do que nunca. Ela percebe que a vida deve ser vivida, mas que é sempre bom ter alguém para te guiar"

                 165020_487718327937372_1026149496_n_large
cena do filme PS: Eu Te Amo

Bom, para as pessoas que já viram o filme, sabem um pouco do que esperar. Posso dizer que fiquei impressionada pelo enredo, pelo jeito que a história é escrita e ainda mais com o final. Vou citar aqui os pontos positivos e negativos do livro:

  • Positivos:

1- Ótima narrativa.


Autora do livro Cecelia Ahern

Como comentei, eu adorei o jeito que a história é escrita. Ela é narrada em terceira pessoa e consegue nos transmitir exatamente o que a personagem principal, Holly Kennedy, está sentindo.  A autora consegue nos passar, em cada palavra, a emoção da personagem. Você se envolve com o livro e acaba torcendo para que Holly seja feliz. Assim como se apaixona por todos os outros personagens do livro também. A história é contada de um jeito muito casual. Você se imagina fazendo as coisa que Holly faz e se identifica com muitas da situações criadas.

2- Romance.

Tá, a história dela com seu marido Gerry é linda. E, mesmo sem ele estar totalmente presente na história você consegue perceber o quanto eles se amavam e acaba entendendo porque Holly sente tanta sua falta. Sem contar no ato de Gerry em escrever 10 cartas pra ela mesmo antes de morrer. Mostra o quanto o amor dos dois era bonito e verdadeiro.

3 - Personagens.

Não podia deixar de falar disso! Gente, eu estou apaixonada pela Sharon e Denise que são as melhores amigas de Holly. Elas são umas fofas! São as melhores amigas que alguém poderia pedir e fazem de tudo pela amiga, entendem seu sofrimento. Sem contar seus irmãos e uma em especial: Ciara. Ela é a irmã mais nova e a mais doidinha! Tem seu cabelo rosa e vive fazendo coisas que Holly nunca pensaria em fazer. No grupo de melhores personagens entra também Daniel e Chris. Daniel é amigo de Holly e Chris, seu patrão. E eu adoraria ter um patrão como Chris, devo admitir!

4- Design e capítulos.


Eu simplesmente amei o visual desse livro. Sem contar a capa, tem a introdução de cada capítulo que achei super fofa com essas bolinhas e o coraçãozinho em cima de cada chamada para o capítulo. É uma fofura. E a numeração da página também vem com um coração no final, é lindo! E, bom o livro tem 51 capítulos bem divididos. Eu acho importante isso, o final do capítulo te faz virar a página procurando por mais história e, quando você se assusta, está em outro capítulo.

5 - Final.

Quando comecei a ler o livro pensei: ah, mais um livro clichê. Mas não! Me surpreendi muito no final, já que a autora consegue mudar o rumo da história de uma maneira muito sutil. Você quase nem percebe. E a mensagem que ela passa no final do livro, você pode levar para a vida.

  • Negativos:

1 - Muitas páginas, pouca história. (essa parte contém spoiler, se não quiser ler, vá pro final do post)

foto da última página do livro

Eu sei, eu sei. Elogiei muito o livro pra falar isso agora. Mas em minha defesa posso dizer que é o único ponto negativo que encontrei. O livro tem 365 páginas e é bem grosso quando você pega pela primeira vez. Não que isso seja um problema, jamais. Eu adoro livros grandes. O grande problema é que você lê, lê e lê mais um pouco e acaba que nada acontece. Holly perdeu o marido e desde então, não quer mais viver. Após muito tempo que ele morre, ela decide visitar a casa dos pais, sem emprego e sem nada na vida até que descobre que ele lhe mandou cartas. E o tempo todo, tudo que ela faz, gira em torno das cartas. Ela não vive porque quer, vive porque Gerry a manda fazer isso. Ela demora muitos meses só para arrumar um emprego. Holly não tem vontade de se divertir, e praticamente o livro todo, ela lamenta por quase 1 ano a morte de seu marido e se mostra o quão dependente ela era dele. E, bom, só no último capítulo ela consegue perceber que existe vida pós-Gerry.

Uma das partes mais bonitas do livro.

Então é isso. Se quiserem adquirir o livro ele está a venda em qualquer loja da Leitura ou nas lojas online na Casas Bahia, Ricardo Eletro, Livraria Saraiva entre outras.
Espero que tenham gostado da minha primeira resenha!