menu

Image Map

22 julho 2015

Fui Assistir: Cidades de Papel

Esse fim de semana, como disse no último post, fui assistir Cidades de Papel e hoje vim aqui dizer pra vocês o que achei do filme. 

Eu não sei vocês, mas eu já li três livros do John Green e eles são: A Culpa é das Estrelas, O Teorema Katherine e Deixe a Neve Cair. Não tenho que dizer mais nada né? Sou fã do cara. Compará-lo com Nicholas Sparks é impossível pois ambos "começaram" do mesmo jeito... Escrevendo livros de romance que se encaixavam perfeitamente em cada realidade em que viviam com enredos inusitados. Eu era - e sou - muito fã do Nicholas até perceber que ele havia caído em seu próprio clichê e espero que isso não aconteça com o John. Pra deixar bem claro eu ainda não li o livro Cidades de Papel. Então essa vai ser uma resenha pra dizer o que achei sobre o filme ok? Ok.

Bom, a história começa nos apresentando Quentin. Ele nos conta sobre Margo. Uma garota que ele conheceu na sua infância por quem sempre foi apaixonado. Eles se tornaram muito amigos mas, com o tempo se afastaram bastante. Com o passar da trama somos introduzidos a outros personagens como seus dois melhores amigos (os quais os nomes fugiram da minha cabeça agora). Um é centrado e inteligente mas já o outro, é bem bobão e faz todos darem risadas. 



Enfim, a trama mesmo começa quando Margo entra no quarto de Quentin pedindo ajuda pra se vingar de seu ex e então, Quentin conhece um lado de Margo que ele nem imaginava que existia: aventureira e doida. Eles tem uma noite emocionante o que deixa Q extasiado, logicamente. Mas o que acontece, é que no dia seguinte Margo some sem deixar pistas o que deixa todos (menos seus pais) bem preocupados. Quando Quentin chama seus amigos para viajar à procura da garota.


E o que? É claro que eles aceitam! Eles pegam o carro da mãe de Q. Os três amigos, a melhor amiga de Margo e a namorada de um deles vão se aventurar até Nova Iorque em busca de Margo. Bom, tenho que fazer a minha pausa e fazer exatamente o comentário que fiz dentro do cinema com minha amiga: essa parte do filme me lembrou MUITO o livro O Teorema Katherine: amigos fazendo uma viagem longa sem destino e sem permissão dos pais vivendo muitas aventuras loucas que normalmente adolescentes de 17 anos jamais viveriam mas ok. Por favor John Green, sai dessa!

Então é aí que o filme se desenrola e eu achei bem legal. Prendeu nossa atenção. Rimos, choramos, nos emocionamos e torcemos pelos personagens o tempo inteiro. Parece clichê mas no final tem uma história bem bacana com uma mensagem que te faz sair da sala do cinema pensando um pouco na sua vida. 


De 0 a 10 minha nota seria 8 apenas pelos vários clichês que encontrei ao longo do filme, mas nada além disso. E ainda não li o livro pra poder dizer com certeza então, talvez um dia minha nota mude haha super recomendo o filme se você está afim de dar umas risadas, fazer alguns "owwwwwns" e ter uma BIG SURPRESA em uma das cenas.

É isso pessoal! Espero que tenham gostado da resenha. Vocês já viram o filme? Se já, me digam o que acharam! Um beijão e até a próxima!