menu

Image Map

21 setembro 2014

Sobre aquela coragem



Se pegou pensando. Estava ali sentada, apenas pensando. Pensamentos sobre nada, pensamentos que revelam tudo, ou apenas... pensamentos. Emaranhados em meio a tantas lembranças que insistem em não te deixar em paz. É claro que a vida continua, e isso ela tinha certeza mas, as vezes, aquele cutucão da realidade insistia em bater em sua porta. O último ano havia sido maravilhoso mas para onde fora? Aquela criança de 6 anos atrás, onde havia parado? Era uma mulher forte, queria ser independente, vivia com um sorriso no rosto e sabia o que queria.

Mas ela não sabia por onde recomeçar porque aquela vida a assustava. O fato de ser adulta, ela temia. Temia ter que seguir um dia, sozinha. No fundo era uma pobre criança assustada com medo daquele grande mundo que a esperava. Lembra de ser criativa e astuta. Sabia muito bem o que queria pra sua vida, conseguia de olhos fechados, pensar em boas palavras, fazer um bom desenho sem ter que ficar horas e horas pensando nisso antes. Então a velha pergunta lhe assombrou novamente: pra onde isso foi? Será que era mal dos adultos? Crescer e não saber o que fazer?

Não queria ter sua imaginação simplesmente arrancada de si. Levantou-se e foi em busca de algo, alguma coisa ou alguém. Precisava voltar a conquistar a si mesma pra poder conquistar o mundo que tanto temia. Porque ela sabia que podia continuar ser aquela criança que tanto gostava, no corpo de uma mulher que tem muito a alcançar.